X

Fale Conosco:

Aguarde, enviando contato!
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

A dois dias do prazo, 2,2 milhões ainda não sacaram abono salarial

A dois dias do prazo, 2,2 milhões ainda não sacaram abono salarial

Aproximadamente, R$ 6,5 bilhões estão disponíveis nas agências bancárias em todo país.

A dois dias do fim do prazo para o pagamento do abono salarial, o PIS/Pasep ano-base 2017, cerca de 2,2 milhões de trabalhadores ainda não sacaram o benefício. Aproximadamente, R$ 6,5 bilhões estão disponíveis nas agências bancárias em todo país.

O valor depositado varia de R$ 84 a R$ 998, de acordo com o número de meses trabalhados em 2017. 

Para ter direito ao dinheiro, o trabalhador precisa estar inscrito no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos, ter trabalhador formalmente por pelo menos 30 dias em 2017 com remuneração mensal média de até dois salários mínimos.


Além disso, é preciso que os dados do trabalhador tenham sido informados corretamente pelo empregador na Rais (Relação Anual de Informações Sociais).

O dinheiro que não for sacado dentro do calendário anual de pagamentos é devolvido ao FAT (Fundo de Amparo ao Trabalhador), sem possibilidade de recurso. 

O valor de saque varia de acordo com o tempo trabalhado formalmente no ano-base. Quem esteve empregado por todo o ano recebe o equivalente a um salário mínimo (R$ 998); quem trabalhou por apenas 30 dias pode sacar o valor mínimo, que é de R$ 84 – o equivalente a 1/12 do salário mínimo.

O PIS é o benefício pago aos trabalhadores da rede privada, administrado pela Caixa Econômica Federal. Já o Pasep é destinado aos funcionários públicos e controlado pelo Banco do Brasil. 

 

Com informações do site R7

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Artigos Relacionados