X

Fale Conosco:

Aguarde, enviando contato!

A sua atividade profissional te faz feliz?

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
A sua atividade profissional te faz feliz?

Muitas vezes passamos a vida toda infelizes por não arriscarmos a mudar.

Essa é uma questão que mobiliza muitas pessoas e coloca a mente para trabalhar muito antes de se chegar a uma resposta definitiva.

Como tudo na vida cada pessoa enxerga a atividade profissional de acordo com suas próprias referências e pode ser que algumas delas nunca tenham parado para pensar nessa questão.

Pode parecer estranho à primeira vista, mas o trabalho pode ser entendido somente como uma fonte de sobrevivência e esse fator pode ser o mais importante de todos.

O caminho para responder ao título desse texto pode ser um tanto simples, é só perguntar a si mesmo como é acordar todos os dias para trabalhar. Viu como ficou mais fácil?

Quantas vezes você acorda, levanta e vai trabalhar mal-humorado, querendo ter ficado na cama e sem nenhum ânimo para enfrentar mais um dia de trabalho? Ao final do dia percebe que está esgotado, sente que algo não flui, que os seus olhos não brilham e nem o coração vibra.

Você deve estar pensando em como você se sente, acertei? Em algum momento iremos nos questionar se estamos no caminho certo, se o trabalho que desempenhamos nos preenche o coração de alegria e gratidão.

Esse é um aspecto muito importante, sentir que o que fazemos contribui de forma significativa para outras pessoas, que fazemos a diferença, mesmo se estivermos nos bastidores em relação ao resultado final. É preciso estar alinhado com um propósito maior, fazer algo que preencha o coração e arranque um sorriso de seu rosto todos os dias.

Talvez não seja possível e nem mesmo interessante trocar de área ou de emprego, mas quem sabe pensar na possibilidade de em paralelo desenvolver um projeto ou mesmo uma atividade que funcione como hobby. Afinal não precisamos ser rígidos, sair tomando decisões impensadas e correndo riscos desnecessários, afinal de contas na vida precisamos de dinheiro para sobreviver.

Talvez em algum momento decida dar uma reviravolta, mudar totalmente a sua área de atuação, mas isso somente depois de pensar e examinar os caminhos. Conheço muitas pessoas que deixaram seus empregos para trabalharem em algo que realmente os fazem sentirem felizes, mesmo que essa mudança implique em ganhar menos dinheiro. No entanto essa é uma decisão a ser tomada com cautela e muita consciência.

A busca pelo propósito e de trabalhar com amor é um processo a ser desenvolvido aos poucos, depois de olhar com muito carinho para a sua vida e entender qual a real importância de se buscar um trabalho que possa antes de tudo, alegrar o coração.

 

Com informações do site ESTADÃO

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter