X

Fale Conosco:

Aguarde, enviando contato!

Após ataques de Guedes, sindicato da PF na Bahia cobra indenização na Justiça

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
Após ataques de Guedes, sindicato da PF na Bahia cobra indenização na Justiça
Na tensão, Guedes comparou os servidores a saqueadores dos cofres públicos, ao defender o congelamento de salários do funcionalismo público brasileiro.

O Sindicato dos Policiais Federais da Bahia (Sindipol-BA) ingressou nesta segunda-feira (18) com uma ação de reparação pelo dano moral coletivo, a título indenizatório, contra o ministro da Economia Paulo Guedes, após ataque aos servidores públicos. 

O sindicato entende que foram declarações manifestamente ofensivas à intimidade, à honra e à imagem dos servidores públicos, mais ainda em relação aos policiais federais, de homens e mulheres que dedicam suas vidas ao combate exatamente daqueles que verdadeiramente assaltam o país. 

Na tensão, Guedes comparou os servidores a saqueadores dos cofres públicos, ao defender o congelamento de salários do funcionalismo público brasileiro.

"É tão absurda a forma pela qual o ministro vem se referindo aos servidores de modo geral. Primeiro, comparando-os a parasitas, afirmando que 'servidor não pode ficar em casa, com geladeira cheia, enquanto brasileiros perdem emprego' e, agora, o mais absurdo, 'pedindo' para não 'assaltarem' o Brasil", disse o presidente do SINDIPOL-BA, José Mário Lima.

A entidade de classe pede uma indenização de R$ 200 mil para doar ao Hospital Santo Antônio, que pertence às Obras Sociais Irmã Dulce (Osid), e ao Hospital Aristides Maltez, que são organizações sem fins lucrativos de Salvador e que estão à frente no combate à pandemia do novo coronavírus. A medida foi distribuída para o Juízo da 4ª Vara Federal da Seção Judiciária do Estado da Bahia.

 

Com informações do site Bahia Notícias

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter