X

Fale Conosco:

Aguarde, enviando contato!
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Bahia arrecada mais de R$ 50 milhões com venda de jogadores em um ano e meio de gestão de Bellintani

Bahia arrecada mais de R$ 50 milhões com venda de jogadores em um ano e meio de gestão de Bellintani

Esse ano, o Bahia arrecadou em torno de R$ 20 milhões em negociações de jogadores.

A negociação de Rodrigo Becão, com a Udinese, da Itália, foi confirmada nesta quinta-feira e aumentou em aproximadamente 7 milhões as cifras arrecadas pelo clube na gestão de Guilherme Bellintani. Segundo o GloboEsporte.com, desde o final de 2017, o Tricolor esteve envolvido, de forma direta ou indireta, na venda de dez atletas, o que gerou mais de R$ 50 milhões em receitas.

Esse ano, o Bahia arrecadou em torno de R$ 20 milhões em negociações de jogadores. A primeira delas foi a do atacante Júnior Brumado, vendido para o Midtjylland, da Dinamarca, no início do ano. A transação foi fechada por R$ 9,5 milhões, e o clube baiano tem direito a 15% de uma futura venda. O lateral-esquerdo Paulinho foi negociado para o mesmo clube na última semana. O Tricolor levou cerca de R$ 3 milhões pela parcela que detinha dos direitos econômicos.

Em 2019, o Bahia também arrecadou sem estar diretamente envolvido na negociação. O volante Douglas Augusto estava no Fazendão por empréstimo, mas foi vendido pelo Corinthians ao PAOK, da Grécia. O Tricolor recebeu cerca de R$1,2 milhão como “taxa de vitrine”, cláusula que prevê que parte do valor gerado pela transação é destinada ao clube ao qual o atleta foi cedido temporariamente. Na temporada passada, o clube ganhou dinheiro com a venda de João Pedro, que pertencia ao Palmeiras, ao Porto, de Portugal.

A venda de maior destaque foi a do meia Zé Rafael. O jogador foi adquirido por cerca de R$ 500 mil ainda na gestão Marcelo Sant’Ana, após se destacar pelo Londrina, na Série B do Campeonato Brasileiro, cresceu de produção no Bahia e foi negociado para o Palmeiras no ano passado por R$ 14,5 milhões. A transação detém o recorde de maior venda da história do clube baiano.

A conta da arrecadação com venda de atletas na gestão Bellintani pode aumentar nas próximas janelas de transferência. O Bahia tem ainda no plantel jogadores valorizados, como o volante Gregore, o meia Eric Ramires e o atacante Gilberto, assim como atletas que estão emprestados a outras equipes e podem ser negociados em definitivo. O atacante Edigar Junio foi emprestado ao Cerezo Osaka e atualmente é o artilheiro do Campeonato Japonês. Já o zagueiro Tiago está no Lanús, da Argentina.

 

Com informações do site BNews

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Artigos Relacionados