X

Fale Conosco:

Aguarde, enviando contato!
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Censo identifica apenas 1/3 da população com doença falciforme estimada em Salvador

Censo identifica apenas 1/3 da população com doença falciforme estimada em Salvador

A baixa adesão à iniciativa de mapeamento da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) fez com que a pasta modificasse a data limite de cadastramento.

O censo para identificar pessoas com doença falciforme que residem em Salvador reuniu dados de 801 indivíduos acometidos pela enfermidade na capital baiana. O problema é que a estimativa do Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan), do Ministério da Saúde, é de que a cidade possua aproximadamente 2,5 mil pessoas com a doença.

A baixa adesão à iniciativa de mapeamento da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) fez com que a pasta modificasse a data limite de cadastramento. O prazo inicialmente seria de um mês, de 5 de agosto a 5 de setembro deste ano. No entanto, o cadastro segue aberto pela pasta.

A intenção da gestão municipal de saúde é de fortalecer a assistência a essa parcela da população a partir do levantamento de dados. No entanto, em mais uma consequência da baixa procura, “ainda não foram elaborados protocolos ou projetos, tendo em vista que o cadastramento ainda está ocorrendo”.

O processo de identificação inclui o levantamento de informações quanto a escolaridade, sexo, raça/cor, acompanhamento na Atenção básica e realização de tratamento na Atenção Especializada. “Essa ação vai permitir uma considerável melhora na resolutividade das ocorrências de falciforme na cidade. A proposta atende também a melhora da atenção integral à saúde de pessoas com doença falciforme. A partir do censo será possível apurar os casos e encaminhá-los para os locais adequados de tratamento e ampliar os serviços”, informou a SMS ao BN.

 

Com informações do site Bahia Notícias

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Artigos Relacionados