X

Fale Conosco:

Aguarde, enviando contato!

Como a pisada interfere na escolha de um tênis

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
Como a pisada interfere na escolha de um tênis

É comum que praticantes de corrida procurem a lista dos melhores calçados antes de começarem uma atividade física. Isso porque, um bom tênis vai interferir na pisada do atleta. A pisada é um dos pontos fundamentais para que sua corrida seja feita de maneira eficiente e saudável.

Uma das atividades físicas mais antigas é a corrida. Nos Jogos Olímpicos da era moderna, por exemplo, a Maratona começou a ser disputada em 1896. Segundo a lenda, no ano 490 a.C. Pheidippides correu aproximadamente 40 km fazendo o percurso da Planície de Maratona até Atenas, para dar uma boa notícia, gerando o nome da prova. Atualmente, o percurso realizado é de 42 km.

Mas, como nem todas as pessoas que praticam a corrida treinam para uma maratona - ou tem a capacidade de correr uma - descobrir o jeito certo de correr, a melhor pisada para o seu corpo, é um fator primordial. Além disso, identificar o melhor calçado também é importante.

Entenda a diferença entre os tipos de pisadas

Pisada neutra: onde se inicia o contato com o solo do lado externo do calcanhar e então ocorre uma rotação moderada para dentro, terminando a passada no centro da planta do pé.

Pisada pronada: onde a pisada também se inicia do lado externo do calcanhar, ou algumas vezes um pouco mais para a parte interna, para então ocorrer uma rotação acentuada do pé para dentro, terminando a passada perto do dedão.

Pisada supinada: onde a pisada inicia no calcanhar do lado externo e se mantêm o contato do pé com o solo do lado externo, terminando a pisada na base do dedinho.

Como descobrir o tipo de pisada?

Uma das táticas utilizadas pelos praticantes de corrida é o teste do “Pé Molhado”, para descobrir qual o seu tipo de pisada. Coloque um folha de jornal em uma superfície plana no chão e molhe a sola do seu pé direito (em uma bandeja por exemplo). Depois, dê um passo lento sobre a folha de jornal, pisando do calcanhar para os dedos, como se estivesse andando sobre o jornal. Depois disso, faça o contorno (com uma caneta) da mancha que ficou no papel.

Ainda que o método caseiro possa servir de solução momentânea, a melhor maneira de descobrir o seu tipo de pisada é procurando um ortopedista. Caso alguma doença não seja diagnosticada, faz-se o teste com fisioterapeuta especializado em baropodometria, que é a análise de marcha.

“É aconselhável que os praticantes do esporte escolham o calçado mais confortável possível. Se tiverem algum erro de pisada, detectado após a consulta, trato a lesão e corrijo a pisada com palmilhas personalizadas, deixando marcas e modelos a critério de cada um”, conclui Ana Paula Simões, especialista em medicina de pé e tornozelo e assistente do Grupo de Traumatologia do Esporte da Santa Casa de São Paulo.

 

Com informações do site Uai.com.br

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter