X

Fale Conosco:

Aguarde, enviando contato!

Datena chora ao vivo ao receber notícia de morte de colega

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
Datena chora ao vivo ao receber notícia de morte de colega
O apresentador divulgou a informação logo após um retorno do intervalo, em que ele já aparentava estar visivelmente abatido. “Tive uma notícia muito triste agora. Um menino que trabalha aqui com a gente, um menino quase da idade dos meus filhos teve que ir embora, o Flávio, e eu não sabia o por quê”, disse.

José Luiz Datena não segurou as lágrimas e chorou ao vivo no ‘Brasil Urgente‘, da Band, dessa segunda-feira (15), logo após receber a notícia da morte de um colega, inicialmente conhecido apenas como Wilson. Segundo o apresentador, eles trabalhar juntos em coberturas esportivas e tinham uma relação próxima. Datena não chegou a informar se a morte do amigo foi por conta do novo coronavírus.

O apresentador divulgou a informação logo após um retorno do intervalo, em que ele já aparentava estar visivelmente abatido. “Tive uma notícia muito triste agora. Um menino que trabalha aqui com a gente, um menino quase da idade dos meus filhos teve que ir embora, o Flávio, e eu não sabia o por quê”, disse.

“O pai dele, que foi um grande irmão nosso, o Wilson, cinegrafista, trabalhou em tanta cobertura esportiva com a gente. Nós rodamos o país inteiro, o mundo inteiro. Ele acaba de morrer. Wilson, um dos maiores cinegrafistas que trabalhei na minha carreira. Tem horas que a vida é difícil. Era um companheiro tão bacana, um menino tão bom, tão capaz”, completou.

“O pai dele, que foi um grande irmão nosso, o Wilson, cinegrafista, trabalhou em tanta cobertura esportiva com a gente. Nós rodamos o país inteiro, o mundo inteiro. Ele acaba de morrer. Wilson, um dos maiores cinegrafistas que trabalhei na minha carreira. Tem horas que a vida é difícil. Era um companheiro tão bacana, um menino tão bom, tão capaz”, completou.“O pai dele, que foi um grande irmão nosso, o Wilson, cinegrafista, trabalhou em tanta cobertura esportiva com a gente. Nós rodamos o país inteiro, o mundo inteiro. Ele acaba de morrer. Wilson, um dos maiores cinegrafistas que trabalhei na minha carreira. Tem horas que a vida é difícil. Era um companheiro tão bacana, um menino tão bom, tão capaz”, completou.

 

Com informações do site ISTOÉ

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter