X

Fale Conosco:

Aguarde, enviando contato!
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Em meio a restrições orçamentárias, Ufba só realizará formaturas na reitoria pela manhã

Em meio a restrições orçamentárias, Ufba só realizará formaturas na reitoria pela manhã

Formando em Engenharia Elétrica, Ricco Brito se queixou dos prejuízos causados pela decisão.

O contingenciamento de pelo menos 30% das verbas da Universidade Federal da Bahia (Ufba), como também a crescente defasagem orçamentária da unidade, passou a ter efeito prático na vida dos estudantes da instituição.

A unidade de ensino anunciou que, devido às restrições, todas as colações de grau no Salão Nobre da Reitoria só poderão ser realizadas se programadas de segunda a sexta-feira - exceto feriados -, no turno matutino. 

A decisão de realizar as formaturas apenas pela manhã, de acordo com comunicado da universidade aos coordenadores de curso, tem o intuito de reduzir significativamente o consumo energético com solenidades realizadas pela noite no espaço. 

As regras passaram a valer a partir do anúncio e atingem formaturas em planejamento. Formando em Engenharia Elétrica, Ricco Brito se queixou dos prejuízos causados pela decisão. “O turno matutino fica dentro do horário comercial, o que dificulta a presença de parentes. Alguns dos formandos terão que pedir dispensa do trabalho para participar da solenidade”, contou o estudante. 

A turma de Ricco Brito só não teve maiores prejuízos porque conseguiu cancelar, sem adição multa, o contrato já firmado com uma empresa que iria organizar a solenidade. A festa aguardada pelos formandos e familiares aconteceria na noite de 13 de agosto. 

A medida faz parte de um pacote de medidas emergenciais tomadas pela reitoria com o objetivo de reduzir o custo operacional da Ufba e a assegurar, com o menor prejuízo possível, a continuidade de seu funcionamento.

Em comunicado enviado à comunidade acadêmica, a universidade destacou que a atitude foi tomada “diante da necessidade de preservação e garantia das condições de trabalho no prédio da reitoria” em que funciona o Salão Nobre. O documento será entregue às comissões de formatura que procurarem uma data para realizarem suas solenidades. 

O Bahia Notícias tentou contato com o reitor João Carlos Salles para comentar o assunto, mas não obteve sucesso. Assim como o contingenciamento, as novas regras não tem previsão ou horizonte de suspensão. 

CORTE PARA TODO LADO
As formaturas pela manhã não são as únicas medidas que a Universidade Federal da Bahia terá que adotar para garantir o seu pleno funcionamento financeiro nos próximos meses. O gabinete da reitoria também informou que o contrato de prestação de serviços de limpeza, e venceu neste 09 de julho, será renovado com redução de R$ 1,08 milhão, ou 12,38% de seu valor global.

Com a decisão, a universidade irá limitar a limpeza de áreas internas, áreas externas e esquadrias, com exceção das nove unidades da área de saúde cobertas pelo contrato, que, por conta dos riscos de contaminação, não podem ter a limpeza reduzida. São elas o Instituto de Ciências da Saúde, Faculdade de Odontologia, Hospital de Medicina Veterinária, Faculdade de Farmácia, Faculdade de Medicina da Bahia, Escola de Enfermagem, Escola de Nutrição e Instituto de Saúde Coletiva, em Salvador; e Instituto Multidisciplinar em Saúde, em Vitória da Conquista.

Para reduzir os custos durante as férias dos estudantes, a universidade também se viu obrigada a adotar uma espécie de turnão. A Ufba só irá funcionar em horário especial, das 7h30 às 13h30, entre os dias 08 de julho e 02 de agosto. O objetivo é economizar especialmente com água e energia elétrica. 

A medida atinge diretamente atividades extracurriculares, lúdicas ou econômicas que usam o espaço federal durante o turno vespertino. 

Relatos de estudantes também apontam para o desligamento de tomadas nos corredores de diversos prédios da universidade. A Ufba, entretanto, não anunciou nenhuma medida nesse sentido. 

 BALBÚRDIA
Os bloqueios de orçamento de 2019 chegam a R$ 56 milhões, informa a universidade. Segundo o MEC, o bloqueio é de R$ 50,4 milhões .

Em abril deste ano, o ministro da Educação, Abraham Weintraub, bloqueou 30% do orçamento sob alegação de que a universidade estaria usando o dinheiro para promover balbúrdia.

A Universidade Federal da Bahia (Ufba) está entre as duzentas melhores jovens universidades do mundo, segundo o ranking inglesa Times Higher Education (THE).

 

Com informações do site Bahia Notícias

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Artigos Relacionados