X

Fale Conosco:

Aguarde, enviando contato!
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

França tem recorde de temperatura com 45,1°C

França tem recorde de temperatura com 45,1°C

Os 45,1°C foram confirmados pela agência meteorológica Méteo-France às 14h59 (horário local, 9h59 de Brasília).

A França atingiu nesta sexta-feira (28) o recorde absoluto de altas temperaturas com os 45,1°C registrados em Villevieille, cidade do sul do país, região que está sob alerta vermelho. Os 45,1°C foram confirmados pela agência meteorológica Méteo-France às 14h59 (horário local, 9h59 de Brasília).

Pouco antes, às 13h48 (8h48), o país já tinha batido o recorde de altas temperaturas com os 44,3 °C registrados em Carpentras, também no sul do país.
O recorde anterior tinha sido detectado em 12 de agosto de 2003, quando os termômetros do departamento meridional de Gard marcaram 44,1°C durante uma onda de calor que deixou cerca de 15 mil mortos.
Este novo episódio é considerado pelas autoridades como "excepcional", devido à intensidade e à precocidade para um mês de junho.

Alerta vermelho
 
Os serviços meteorológicos franceses anunciaram na quinta-feira (27) a ativação, pela primeira vez no país, de um alerta vermelho pelo calor em quatro departamentos do sudeste, incluído o de Vaucluse, do qual faz parte Carpentras, onde as temperaturas podem atingir 45°C.
A onda de calor afetou nesta sexta-feira quatro mil escolas. Algumas tiveram que fechar, enquanto outras mudaram os horários de funcionamento, segundo indicou o primeiro-ministro, Édouard Philippe.
O calor e as altas pressões fizeram ainda com que a poluição alcançasse níveis elevados em muitas cidades francesas. Por isso, as autoridades tomaram medidas de restrição circulatória em Paris, Lyon, Marselha, Estrasburgo, Grenoble e Annecy.
A ministra da Saúde, Agnès Buzyn, fez um apelo nesta sexta para que toda a população, não só os mais vulneráveis, tomem as devidas precauções, mas lembrou que, com relação a 2003, o país está "extremamente bem preparado" para enfrentar esta onda de calor.

 

Com informações do site G1

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Artigos Relacionados