X

Fale Conosco:

Aguarde, enviando contato!
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Isidório nega que tenha recebido emenda para votar a favor da reforma da Previdência

Isidório nega que tenha recebido emenda para votar a favor da reforma da Previdência

Durante a entrevista, o deputado contou que recebeu R$ 500 mil em emendas da deputada Lídice da Mata (PSB), e que Caetano (PT) lhe prometeu R$ 1 milhão.

O Deputado Federal Pastor Sargento Isidório (Avante) disse na manhã desta sexta-feira (19) que não recebeu emendas para votar favorável a reforma da Previdência, mas que não vê nenhum problema em ter havido liberação de valores por parte do Governo Federal.

“Emenda é dinheiro para colocar em prefeitura, em município, no governo do estado. Para usar em saúde e educação. Se tem alguém que precisa dessas emendas, serei eu. Aqui [na fundação Doutor Jesus] ninguém paga um tostão”, disse. Nesta manhã, a obra idealizada e comandada por Isidório recebe a visita do Presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM).

Durante a entrevista, o deputado contou que recebeu R$ 500 mil em emendas da deputada Lídice da Mata (PSB), e que Caetano (PT) lhe prometeu R$ 1 milhão. Contudo, estes valores são ao ano passado. Segundo o Pastor Sargento, até o candidato a presidência em 2018, Cabo Daciolo (Patriota) cedeu R$ 500 mil ao trabalho realizado pelo Doutor Jesus.

Ainda sobre a Previdência, Isidório disse que não houve uma recomendação do governador Rui Costa (PT) “nem contra, nem a favor” do texto proposto pelo governo federal. “O voto ficaria a cargo de cada deputado. Agora, ele disse: ‘Se você me perguntar: “Governador, o senhor vota como?’ Eu sou PT, vou votar contra”, recordou. Para ele, PT, PCdoB e PSOL são legendas dispostas a ir de encontro ao atual governo independente da proposta e tema em discussão.

“Entendi que não tinha motivo para votar contra, para eu ser contra. Por que? Só por que é Bolsonaro? É o quê, um cabo de guerra?”. Para Isidório, esse tipo de atitude anteriormente só resultou em desgraça e desemprego para a população.

“Eu não vou, porque não votei em um presidente, prejudicar um governo. Não farei isso sabe por que? Na briga da maré com o rochedo, quem morre é o siri. O povo brasileiro e baiano vai aos poucos entendendo isso”, opinou.

Visita

De acordo com o parlamentar, a visita de Rodrigo Maia está agendada desde o ano passado, período posterior a eleição do parlamentar para o comando da Casa. Isidório acrescenta que a presença de Maia nas instalações do Doutro nesta manhã não foi estabelecida como um condicionante para que ele votasse no atual presidente da Câmara naquela ocasião.

“Todo mundo que eu chego de junto eu peço para visitar a fundação Doutor Jesus. Porque deputado eu estou, e não estou porque gosto. Eu não gosto de estar deputado. Eu preciso, porque se eu estando deputado já nos perseguem, imagine sem eu estar”, afirmou.

 

Com informações do site BNews

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Artigos Relacionados