X

Fale Conosco:

Aguarde, enviando contato!
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Moro manda PF investigar inclusão de homônimo de Helio Negão em apuração no Rio

Moro manda PF investigar inclusão de homônimo de Helio Negão em apuração no Rio

A informação despertou desconfiança de que tal a apuração só foi aberta para desgastar Ricardo Saadi, agora ex-superintendente da unidade do Rio.

O ministro Sergio Moro (Justiça) determinou que a Polícia Federal investigue a informação, revelada pela Folha de S.Paulo, de que o Helio Negão que é alvo de uma apuração da superintendência do órgão no Rio é, na verdade, um homônimo do deputado federal que é amigo e filiado ao partido de Jair Bolsonaro.

No ofício, endereçado à Direção Geral da PF, Moro pede a “imediata apuração dos fatos no âmbito administrativo e criminal, com a identificação dos responsáveis”. O ministro chega a dizer que houve “aparente inclusão fraudulenta do nome do Deputado Federal Hélio Negão em inquérito que tramita perante a Polícia Federal do Rio de Janeiro”.

As notas publicadas pela Folha de S.Paulo na segunda (9) informavam que a cúpula da PF já havia sido avisada de que o Helio Negão que é alvo de investigação da Superintendência do órgão no Rio seria, na verdade, um homem que já morreu, e não o deputado homônimo, amigo de Bolsonaro.

A informação despertou desconfiança de que tal a apuração só foi aberta para desgastar Ricardo Saadi, agora ex-superintendente da unidade do Rio. A cúpula da PF vê no caso Hélio Negão a movimentação de um grupo dentro do órgão que está interessado em assumir o comando da unidade no estado.

 

Com informações do site Bahia Noticias

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Artigos Relacionados