X

Fale Conosco:

Aguarde, enviando contato!
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Na ACB, embaixador do Reino dos Países Baixos discute potencial industrial da Bahia

Na ACB, embaixador do Reino dos Países Baixos discute potencial industrial da Bahia

O evento é promovido pela Organização das Nações Unidas (ONU) em parceria com o governo brasileiro e a Prefeitura de Salvador.

Em Salvador para participar da Semana do Clima, o embaixador do Reino dos Países Baixos, Kees van Rij, visitou a Associação Comercial da Bahia (ACB) nesta segunda-feira (19), na sede da entidade, no Comércio de Salvador. Ele se reuniu com o presidente da ACB, Mário Dantas, e os membros da diretoria Wilson Galvão, Marcos Cidreira  e Ricardo Luzbel.

Ao Bahia Notícias Kees van Rij destacou a importância de capital baiana sediar um evento como a Semana do Clima, apontou semelhanças entre a Holanda e o Brasil e adiantou a pauta do encontro que terá com o prefeito ACM Neto: "maneiras de investir, cooperar e informar sobre preservação ambiental".

A Semana Latino-Americana e Caribenha sobre Mudança do Clima (Climate Week), foi iniciada na manhã desta segunda e segue até sexta-feira (23), no Salvador Hall, na Avenida Paralela, com uma programação que inclui painéis, palestras e mesas discursivas. O evento é promovido pela Organização das Nações Unidas (ONU) em parceria com o governo brasileiro e a Prefeitura de Salvador. A previsão da organização é de que o evento receba aproximadamente três mil pessoas de mais de 90 países.  

No encontro na ACB, o presidente Mário Dantas, o embaixador e os demais presentes discutiram a necessidade de que o meio ambiente seja abordado com ótica desenvolvimentista. De acordo com Dantas, a reunião viabilizou a criação de alianças e pontes para a discussão sobre a instalação de empresas holandesas na Bahia.

A Associação Comercial da Bahia sinalizou para Kees van Rij os setores que teriam potencial para indústrias no estado. “Ele nos pediu setores que a Bahia teria força de atuação, citamos turismo e a verticalização de setores produtivos”, disse Mário Dantas ao chamar a atenção para o fato de a Bahia produzir muita matérias prima e pouco beneficiar. “Somos grandes produtores de algodão, mas não temos uma indústria têxtil na Bahia”, exemplificou o empresário.

 

Com informações do site Bahia Notícias

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Artigos Relacionados