X

Fale Conosco:

Aguarde, enviando contato!
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

O legado eterno de Paulo Freire

O legado eterno de Paulo Freire

Considerado uma referência mundial na Educação, Freire é reconhecido enquanto agente político de transformação social e seus fundamentos fazem parte da Política Municipal de Ensino do Recife, adotada em 2015.

“Ninguém ignora tudo. Ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa. Todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso, aprendemos sempre.” A frase, que transcreve bem a ideia de que educar não é apenas transmitir o saber, mas possibilitar a criação de conhecimentos, foi dita pelo pedagogo Paulo Freire.

Considerado uma referência mundial na Educação, Freire é reconhecido enquanto agente político de transformação social e seus fundamentos fazem parte da Política Municipal de Ensino do Recife, adotada em 2015. O educador pernambucano desenvolveu o método de alfabetização de adultos, que ainda hoje é aplicado nas escolas municipais dentro da modalidade de Educação de Jovens e Adultos (EJA) - destinada a jovens a partir de 15 anos e adultos que não deram continuidade nos estudos ou não tiveram acesso ao ensino fundamental e médio na idade apropriada.

O legado de Paulo Freire mostra a educação como ferramenta libertadora e emancipadora, principalmente para aqueles alunos do EJA. Eles vêm estudar com uma série de bagagens que se somam a questão da alfabetização e aproveitamos em sala de aula esses diversos saberes”, afirmou a professora Janaína Cabral, que atualmente trabalha na alfabetização de 15 profissionais da limpeza urbana do Recife.

O gari José Rafael dos Santos, 26 anos, precisou abandonar os estudos na 4º série para poder trabalhar e ajudar no sustento de sua família. Foi quando precisou tirar a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) que viu a necessidade de voltar aos estudos e poder fazer o exercício da cidadania plena. “É preciso estudar muito para mudarmos de vida. Já não conseguia nem ler e escrever bem, por isso voltei a estudar. Quero aproveitar essa oportunidade”, disse.

Nos últimos cinco anos, a rede municipal de ensino acolheu quase 30 mil alunos na modalidade EJA (27,8 mil) e, desses, mais da metade (15.511) eram referentes a estudantes em processo de letramento (alfabetização) e Anos Iniciais (1º ao 5º ano). “A educação garante respeito a esses homens e mulheres, nós aproveitamos a experiência de vida, realidade e o universo dos estudantes, o seu mundo de trabalho, para trazer exemplos mais próximos que facilitem seu processo de aprendizagem”, ressaltou a professora.

Cátedra Paulo Freire
A Universidade Rural de Pernambuco (UFRPE) inaugura amanhã, às 19h30, a Cátedra Paulo Freire. O espaço de ensino, pesquisa e extensão chega para complementar as outras oito existentes no Brasil, com o diferencial de ter como norte o tema “Educação para a sustentabilidade”. A instância - considerada a cadeira máxima de uma instituição de ensino - funcionará no Departamento de Educação (DEd) do Campus Dois Irmãos.

Segundo a professora Monica Folena, a partir da Cátedra, a UFRPE amplia a produção e socialização do conhecimento em educação. Também buscará se vincular à Unesco no primeiro ano de trabalho. “A cátedra vem somar esforços aos outros espaços onde Paulo Freire já é guia, para gerar ações no tripé universitário. O pensamento de Paulo Freire é imortal; é mais atual do que nunca. E um dos ensinamentos que ele nos traz é de que a educação precisa ser problematizadora, viva, dialógica, humanizadora”, destaca.

 

Com informações do site www.folhape.com.br

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Artigos Relacionados