X

Fale Conosco:

Aguarde, enviando contato!

Pequim impõe proibição parcial de viagens e fecha escolas devido a novo surto de coronavírus

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
Pequim impõe proibição parcial de viagens e fecha escolas devido a novo surto de coronavírus
Na semana passada, foi detectado um novo foco de coronavírus em Pequim e já há mais de uma centena de casos registrados. “A situação epidêmica na capital é extremamente grave”, alertou o porta-voz da prefeitura, Xu Hejian, falando em uma “corrida contra o tempo”. A cidade começou a realizar dezenas de milhares de testes, apesar de a doença, que surgiu na China em dezembro, ter praticamente desaparecido do país. O ministro da Saúde anunciou hoje 27 novos infectados em Pequim, elevando para 106 o número total de casos registrados nos últimos cinco dias na cidade, onde não havia contaminação há dois meses.

Autoridades de Pequim pediram nesta terça-feira aos residentes que não saiam da cidade e ordenaram o fechamento de todas as escolas, para tentar conter um novo surto de coronavírus na capital chinesa, de 21 milhões de habitantes.

A prefeitura pediu que os residentes evitem viagens não-essenciais, enquanto os que vivem em áreas de “alto ou médio risco” de infecção estão proibidos de deixar a cidade. “Qualquer pessoa que precise deixar Pequim terá que entregar um certificado provando que testou negativo para a doença nos últimos sete dias”, informou o subsecretário-geral da prefeitura.

A comissão de educação local anunciou o fechamento de todas as escolas e universidades e os alunos retomarão seus estudos via internet.

Na semana passada, foi detectado um novo foco de coronavírus em Pequim e já há mais de uma centena de casos registrados. “A situação epidêmica na capital é extremamente grave”, alertou o porta-voz da prefeitura, Xu Hejian, falando em uma “corrida contra o tempo”.

A cidade começou a realizar dezenas de milhares de testes, apesar de a doença, que surgiu na China em dezembro, ter praticamente desaparecido do país. O ministro da Saúde anunciou hoje 27 novos infectados em Pequim, elevando para 106 o número total de casos registrados nos últimos cinco dias na cidade, onde não havia contaminação há dois meses.

 

Com informações do site ISTOÉ

 

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter